Cadernos de Lanzarote: Diario I

Este livro, que vida havendo e sa de n o faltando ter continua o, um di rio Em 1994, retirado de Portugal ap s o tema de Lara no epis dio da candidatura ao Pr mio Europeu de Literatura, Saramago editava o primeiro dos seus pol micos Cadernos de Lanzarote Uma amostra 7 de Agosto Parab ns de Jorge Amado e Z lia pelos pr mios Que outros vir o, ainda maior Este livro, que vida havendo e sa de n o faltando ter continua o, um di rio Em 1994, retirado de Portugal ap s o tema de Lara no epis dio da candidatura ao Pr mio Europeu de Literatura, Saramago editava o primeiro dos seus pol micos Cadernos de Lanzarote Uma amostra 7 de Agosto Parab ns de Jorge Amado e Z lia pelos pr mios Que outros vir o, ainda maiores, acrescentam, aludindo ao que consta ter sido dito por Torrente Ballester que um destes dias me chega a um telefonema de Estocolmo Se esta gente acredita realmente no que diz, por que tenho eu tanta dificuldade em acreditar Entre palavras, lan a ideias sobre o livro no qual trabalhava, em simult neo Ensaio Sobre A Cegueira Di rio de Not cias, 9 de Outubro de 1998
Cadernos de Lanzarote Diario I Este livro que vida havendo e sa de n o faltando ter continua o um di rio Em retirado de Portugal ap s o tema de Lara no epis dio da candidatura ao Pr mio Europeu de Literatura Saramago edita

  • Title: Cadernos de Lanzarote: Diario I
  • Author: José Saramago
  • ISBN: null
  • Page: 414
  • Format: Paperback
  • 1 thought on “Cadernos de Lanzarote: Diario I”

    1. Contar os dias pelos dedos e encontrar a mão cheia "Na verdade as coisas que eu digo não têm nada de extraordinário, mas tocam fundo as consciências, de um modo que me surpreende"

    2. E' un diario diviso in 5 parti scritto dal 1993 al 1997 a Lanzarote ( da qui il titolo) dove Saramago si era trasferito in seguito alle critiche subite dopo "Il Vangelo secondo Gesù Cristo". Leggendolo ho avuto la meravigliosa sensazione che Saramago mi prendesse per mano e mi facesse entrare piano piano nel suo mondo, un mondo composto dalle cose che più ama, dai suoi tre cani, che sono i suoi figli, al suo amore per il Portogallo, Lisbona, in particolare, diversa da molto tempo fa, al suo vi [...]

    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *